Desde que a sonda Cassini foi lançada, em outubro de 1997, até que se destrua, em 15 de setembro de 2017, terão se passado 20 anos. Durante esse período, foi a primeira nave que orbitou Saturno, retratando o planeta, seus anéise as luas Titã e Encélado, buscando a presença de vida e ajudando a solucionar inúmeros mistérios. E é justamente ela o tema do doodle mundial do Google desta quarta-feira.

Trata-se de um projeto no qual colaboraram a NASA e a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), que desenvolveram a sonda Huygens, cuja missão foi aterrissar sobre Titã, e a Agência Espacial Italiana (ASI, na sigla em italiano).

A nave não tripulada Cassini-Huygens foi lançada por um foguete Titan 4B. Com um peso de 5.670 quilos, a sonda percorreu mais de 3,5 bilhões de quilômetros. Chegou a Saturno em 2004 e se tornou seu primeiro satélite artificial após uma longa manobra, enviando valiosas informações desde que entrou na órbita do planeta.

Em novembro de 2016, a sonda começou a mudar de rumo, com o objetivo de sobrevoar o polo norte de Saturno e o anel mais distante do planeta. Desde abril de 2017, vem se aproximando de Titã para aproveitar o impulso de sua gravidade e penetrar no espaço entre o anel mais interno e o planeta – uma extensão com 2.400 quilômetros de largura. Ali realizará 22 órbitas, cada uma com uma duração de seis dias, e se aproximará como nunca do sexto planeta do Sistema Solar. Segundo a NASA, as informações obtidas poderão responder a grandes questões sobre Saturno: qual é sua estrutura interna, o quanto dura um dia no planeta, a que velocidade gira seu núcleo, e quando se formaram seus anéis? Será a primeira vez que serão feitas análises das partículas de gelo dos anéis principais e das camadas externas da atmosfera.